Etiqueta: toponímia

Mondonhedo, o topónimo que viajou

Não há muitos casos como o de Mondonhedo, a sétima cruz do escudo da Galiza, a sétima das suas sés episcopais e a sétima das suas sete províncias históricas até 1833. A topónimo Mondonhedo...

Leia mais

Congostras

Congosta ou congostra, como variante galega, é um dos nomes empregues para denominar uma rua estreita e longa, um caminho estreito entre paredes ou cómaros: uma corga. Procede aí do latim...

Leia mais

Rãs que não cantam

As rãs coaxam. Há também quem diga que cantam, mas, na realidade, o que as rãs fazem chama-se coaxar. A toponímia, por enquanto, parece dizer o contrário, quando menos à partida. Porque polo...

Leia mais

Braga

Braga, que hoje é capital do distrito do mesmo nome, e que foi designada em épocas anteriores com formas grandiloquentes como a “cidade dos Arcebispos”, a “Roma portuguesa”,...

Leia mais

Falperra: lugar de ladrões?

Existe a crença popular de que o topónimo Falperra que temos nas cidades da Crunha e de Vigo provém do português, e que significa “lugar onde abundam os ladrões”. Ora, uma...

Leia mais

Toponímia celta (V): o tema dubr-

Um tema interessante de origem céltica, com presença na Gallaecia, mas não só, é o tema dubr-. Ward (1996) compila-o como *dubros, que é, ao mesmo tempo ‘escuro’ e...

Leia mais

Topónimos germânicos (VI): terminações em -ilde

Nesta sexta nota sobre antropotoponímia germânica iremos expor o caso dos topónimos terminados em -ilde. Procedem, como no resto dos casos, de um genitivo, neste caso –gildi, com uma...

Leia mais

Das vendas, das mercas e das feiras

Andam os tempos cada vez mais económicos. Nunca tanta gente soube tanto tecnicismo nem tanta gíria económica, e talvez nunca tanta gente soube menos de economia, polos vistos. Hoje vou fazer um...

Leia mais

Toponímia inventada (I): a Costa da Morte

Há casos de toponímia inventada. Por inventada refiro-me ao facto de não ter sido produzida de forma coletiva polos povos ao longo dos tempos e assentada pola ação mesma de nomear os lugares —...

Leia mais

Mitos de fundação: o caso da Galiza.

É comum, entre os filólogos e os etimólogos, rechaçar as etimologias populares e fantásticas que em ocasiões se dão para algumas palavras, nomeadamente topónimos, e que contaminam a...

Leia mais